Olhos

De uma ex-patroa da minha mãe (quando eu tinha 7 anos):

-         Que olhos tem essa menina! Deixa eu pôr a mão nesses cílios (...). Parecem postiços!

 

De “O Incrível Livro de Hipnotismo de Molly Moon”:

-         Está tudo nos olhos!

 

De uma amiga:

-         Você tem os olhos que toda a mulher queria ter...esse desenho amendoado...

 

De uma bicha amiga:

-         Seus olhos são uma coisa de Nagô, sabe?

 

De um fotógrafo:

-         Você tem uns “óião”, né?

 

Do namorado:

-         Você tem esses olhos curiosos...

 

Do espelho:

-         É...são lindos mesmo.



Escrito por Kel às 12:06
[] [envie esta mensagem]



Vícios & vícios

Larguei de mão o cigarro, a bebida e as noitadas tresloucadas. Em compensação ando numa fissura inominável por livros, internet e beijo na boca. Sem falar em “papai-e-mamãe”.

Nas últimas duas semanas li três livros e comecei o quarto. Já estou na metade e tenho na ponta da agulha outros dois para ler.

Tempo é o que não falta, afinal de contas viajar da Mooca até a Vila Olímpia todos os dias leva quase uma hora e meia para ir e outra hora e meia para voltar. O que dá umas três horas diárias de leitura “itinerante”. Sem falar nas páginas da net que leio durante o dia. Uol, Folha e Estadão são as mais destroçadas. Tem dias que quando bate as três da tarde já li praticamente o conteúdo inteiro destas aí.

 

Também estou num barato de ver filmes. De todos os tipos e épocas. Só não curto essas comédias americanas. Afinal de contas, como o próprio nome diz, este gênero tem um público bem específico. Dos últimos que vi, destaco “Secretária” (história de uma mazoquista de carteirinha que deixa o hospício e de cara arruma um emprego de secretária de um...sádico. Uma comédia romanticazinha bem interessante), “Vida de Cachorro” (apesar de ser bem curtinho, por ser de Charles Chaplin dispensa qualquer comentário. Simplesmente hilário) e “Jornada da Alma” (fiquei até a fim de me aprofundar em psicanálise...).

 

Tomei gosto por comida japonesa para valer. Logo que entrei neste trampo novo fui num rodízio aqui perto. Comi tanto, mas tanto, que quase não volto pra cá...Por dias tive vontade de comer peixe cru dia e noite. Felizmente passou mas a vontade de experimentar outros sabores veio que veio. Ando conhecendo diversas cozinhas já que opções por estas bandas são faltam. Comida mineira, mexicana, vegetariana. Andei perguntando se não há nenhum restaurante árabe por aqui. É sempre bom ter kibe cru, coalhada seca e homus por perto.

 

Ainda estou em processo, mas posso dizer que ganhei mais conhecimento, mais saúde e mais amor. E dá-lhe “papai-e-mamãe”.



Escrito por Kel às 16:45
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]


Histórico
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005
02/01/2005 a 08/01/2005
26/12/2004 a 01/01/2005
19/12/2004 a 25/12/2004
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004
03/10/2004 a 09/10/2004


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
R A B I S C A N D O
MBrettas
Pequenas Epifânias
Empty
O Fantástico Mundo de El Cid
Escucha-me Porra
Moacir Caetano
AtrAvÉs de MiM
what is lost....is lost.
E TENHO DITO!
Sociedade Alternativa II
Breves Histórias Cotidianas
atire a primeira pedra