Pecando

       Na visão feminina

 

-         Ai meu Deus, lá vem ele...Que homem é esse, meu pai? Ai, vai passar aqui do meu lado, o quê que eu faço? Vou fazer de conta que nem é comigo. Caraça, me alisou o braço! Agora fudeu tudo. Gostoso desse jeito, se me cantar mais um pouco, eu cedo. Mas o cara mora com uma mina, aí não dá... Casado, amigado, é tudo a mesma coisa. Homem comprometido é só dor de cabeça. Nunca tive e nem quero. Santo Deus lá vem ele de novo. Vai parar na minha mesa...Me chamando de “gata”! Assim me ganha. Não, eu tenho que ser forte. Seja forte, Carol! Ele é um galinha. Mora com uma e fica correndo atrás de outra? Quem me garante que não canta outras aqui da empresa? Ih, e-mail dele. Nossa, que falta de concordância verbal, de acentuação...Mas também, com 1,90m de gostosura, uma boca e uns olhos daqueles o cara não precisa de mais nada. Tem uma cara de ser bom de cama. Pára! Pode parar! Nem pensa nisso, Carol. Concentra no trabalho. Onde foi mesmo que eu parei? Ai...lá vem ele de novo. Que diabos essa tentação de duas pernas tanto faz nesse departamento se a sala dele fica dois andares abaixo? Será mesmo que ele tá a fim de mim? Não é possível!!! Me chamou na cara larga para sair, e agora? Vou falar que não. Seja firme, Carol. Lembra que o cara é praticamente casado. Ah...é casado mas não é capado...E outra: eu não vou estar traindo ninguém, ele é que vai. É mesmo, que tonta...se eu deixar passar esse filé nunca mais que eu pego nem resfriado. E se eu me apaixono? Caralho de asa mesmo! Essas coisas só acontecem comigo. Outro e-mail dele...E agora, o quê que eu digo? Que bar? A que horas? Eu vou mesmo? Ó Deus me dá uma luz! Já sei, vou ligar para a Eva. Filha da mãe, sabia que ela ia dar força. Também, pra quê que eu fui ligar? Deixa pra lá, vou dizer que não dá e pronto e acabou. Dane-se. Ele não é mesmo o único homem do mundo. Nem é tão bonito assim, vai... Tá bom, tá bom, é lindo, gostoso...e com esse perfume...Ok, às 9 na minha casa.

 

Na visão masculina

 

-         Lá vem aquela gostosa da Marcinha. Ah, se essa mulher me dá bola. O quê? Passou olhando pra mim? Nossa, se me dá mais uma brechinha... É casada, eu sei, mas e daí? Dane-se, o marido não vai ser o único corno do mundo. Opa, e-mail da deusa...Não acredito! Que cachorra, me chamando pra sair na cara larga! É hoje que eu tiro a barriga da miséria. Ás 7, na porta da empresa, te levo pro Motel.



Escrito por Kel às 09:22
[] [envie esta mensagem]



Provas

Esperar uma hora na fila do banco.

Prova de paciência.

Enfrentar o trânsito de São Paulo e chegar em casa “normal”.

Prova de paciência II.

Ajudar idosos a atravessar a rua e ceder a sua vez na fila do banco, depois de esperar mais de uma hora na fila.

Prova de respeito (mas não abusa, não abusa...).

Não responder aos pais quando eles te levam ao cúmulo da paciência.

Prova de respeito II (ó aí, de novo...há limites...).

Ver todos os seus amigos se esfalfando em doces e você ficar a ver navios.

Prova de opinião.

Brigar com seu melhor amigo por tentar fazê-lo enxergar que está errado.

Prova de amizade.

Chorar um dia inteiro na certeza de que o amanhã pode ser melhor.

Prova de sabedoria.

Não dar esmola no farol, mas uma bala para o menino que limpa os vidros do carro, mesmo que não seja seu.

Prova de sensibilidade.

Olhar para um cara babado, cheio de remela nos olhos, com aquele bafo típico da manhã, todo descabelado e querer passar o resto dos seus dias acordando com ele ao seu lado.

Prova de amor.

Nesta última, fui reprovada. O baque foi tão violento que fugi da escola.



Escrito por Kel às 17:38
[] [envie esta mensagem]



Deve ser falta

O dia não foi dos melhores e tudo que a Fernanda mais queria era chegar em casa, jogar a bolsa de um lado, os sapatos do outro, tomar um banho e esquecer do mundo. Estava tão indignada com o que andava acontecendo na empresa, que não tinha vontade nem de conversar. E era melhor mesmo, porque estava tão mal humorada que era bem capaz de sobrar farpas para quem não tinha nada a ver com o babado.

-         Me dá um Marlboro vermelho, por favor.

-         R$ 2,60.

-         Tá aqui.

-         A senhora não tem trocado?

-         Quem é senhora aqui? E não tenho trocado, não. Se tivesse já tinha lhe dado, ou você acha que eu pago tudo com nota de R$ 50,00?

-         Desculpe...

Saiu da lanchonete cuspindo marimbondo. O dono ficou puto com a resposta, mas teve medo de replicar e então iniciar uma briga de fato. – Deve ser falta, pensou maldosamente.

Foi para o ponto de ônibus. Fumou o primeiro cigarro e acendeu o segundo neste, e o terceiro no segundo, e nada do busão. Meia hora e 8 cigarros depois ele chegou. Colocou sobre a bancada do cobrador uma nota de R$ 10,00.

-         Ce não tem trocado?

-         Trocado? Se eu não tenho trocado? Isso só pode ser palhaçada...Eu tenho um dia de cão naquela empresa de filhos da puta, tento comprar cigarros e quase não consigo porque tenho uma nota de 50 e o dono do bar, um filho da puta, me olha como se eu tivesse culpa por não ter dinheiro trocado. Aí eu entro no ônibus, tento pagar a passagem e chegar mais cedo na minha casa porque estou morrendo de dor de cabeça, mas só tenho nota de 10 e o cobrador me pergunta se eu não tenho trocado. É claro que eu não tenho. É óbvio que eu não tenho. Se tivesse ele já estaria com você. Agora vê se cobra logo a passagem dessa filha da puta aqui, que não deveria sequer ter levantado da cama ou devolve a minha nota que eu vou andando pra casa.

-         Tudo bem dona, pode descer pela frente sem pagar..., disse meio desnorteado o coitado do cobrador.

Quando chegou ao ponto de destino desceu sem nem sequer agradecer ao motorista.

-         Deve ser falta, pensou o cobrador.

Mulher sozinha é fogo, completou o motorista.

Escrito por Kel às 10:39
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]


Histórico
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005
02/01/2005 a 08/01/2005
26/12/2004 a 01/01/2005
19/12/2004 a 25/12/2004
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004
03/10/2004 a 09/10/2004


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
R A B I S C A N D O
MBrettas
Pequenas Epifânias
Empty
O Fantástico Mundo de El Cid
Escucha-me Porra
Moacir Caetano
AtrAvÉs de MiM
what is lost....is lost.
E TENHO DITO!
Sociedade Alternativa II
Breves Histórias Cotidianas
atire a primeira pedra